Formulário de Contato da SAESA Sem Resposta

Formulário de Contato da SAESA Sem Resposta

Desde a troca do nome DAE para SAESA, desapareceu do site da agora SAESA a função para se abrir solicitações de informações. Com isso, desde o início deste ano, não há uma forma de abrir protocolos com pedidos de informação de forma eletrônica (veja este post).

Durante todo este período foram efetuadas tentativas de envio de mensagem através do formulário de contato do site. Em todas as tentativas o formulário não funcionava. Nenhuma mensagem de erro ou confirmação do envio era apresentada. Provavelmente esta parte do novo site também estava inoperante.

No dia 18/07/2018, antes das 9h00 da manhã, foi efetuada nova tentativa de envio através do formulário de contato do site. Uma mensagem apareceu na tela confirmando o envio. Em alguns segundos depois foi recebida uma mensagem eletrônica também confirmando o recebimento do texto. Veja a confirmação:

Até este ponto o novo site parece funcionar. Um fato que chamou a atenção foi o domínio de resposta da mensagem. Ao invés de saesascs.sp.gov.br a mensagem foi emitida pelo domínio marrs.com.br. Veja o detalhe:

Por ser um domínio “estranho” à autarquia, foi efetuada uma pesquisa para identificar o domínio. Trata-se um uma empresa que desenvolve soluções para a internet, mas o site da mesma não mostra endereço ou telefone fixo. Uma busca na lista de fornecedores da SAESA em 2018 não apresenta este nome. Através do serviço de chat do site, foi informado que a empresa não tem endereço fixo e está atuando em local compartilhado. Confira a conversa pelo chat:

Não há nada de errado nesta situação. O que ocorre é que, sem condições de se solicitar informações sobre qualquer assunto à SAESA, não há como se conhecer mais sobre o contrato e atuação desta empresa para a autarquia. Seria uma empresa contratada por um dos fornecedores contratados pela SAESA?

Por fim, e o pior, até as 18h00 de 19/07/2018 não houve qualquer retorno da consulta efetuada através do formulário. Ou seja, a SAESA continua incomunicável eletronicamente.

 

 

Facebook