Quarta Resposta Sobre Pesquisa Domiciliar de Avaliação “Não Existente”

Quarta Resposta Sobre Pesquisa Domiciliar de Avaliação “Não Existente”

Chegou hoje mais uma resposta sobre a questão da Pesquisa Domiciliar realizada pela Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul dentro do programa “Governo em Movimento”. Para entender o vai-e-volta do assunto, é preciso ler este post primeiro.

A resposta de hoje, a quarta, finalmente chegou (quase) no ponto que foi originalmente solicitado: como é a pesquisa e quem realizou a mesma.

Veja a parte principal da resposta (clique aqui para baixar o PDF):

Em resumo, não é uma pesquisa, mas os colaboradores perguntam sobre pontos a serem melhorados na administração. Não se sabe quem são os colaboradores, onde anotam, para quem repassam as informações e como são pagos. Parece algo improvisado junto com a distribuição do jornal informativo.

Entretanto, há relatos verbais e alguns documentados de que a ação é mais organizada e as perguntas muito mais abrangentes. Veja estes casos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao que tudo indica a Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul, dentro de uma atividade legítima do executivo, usou recursos humanos e financeiros da administração para efetuar uma “pesquisa informal” (!) de cunho eleitoral.

Se mais alguém foi entrevistado e puder comentar como foi a entrevista, favor acessar este post e comentar ao final da página.

Este assunto será melhor analisado por advogados e, provavelmente, irá gerar uma denúncia ao Ministério Público.

Facebook