Câmara Municipal,  Cidades,  São Caetano do Sul

Outro jeito de mostrar os números da cidade: transparência e retroalimentação da informação

É o que acontece quando os números da cidade são transparentes. A informação flui livre para outros campos de conhecimento e retorna para a cidade.

Um de nossos leitores, encontrou uma postagem do “Cidade em Números” sobre o histórico dos últimos 36 anos de projetos legislativos de São Caetano do Sul (veja este post). Ao se deparar com o histórico, ele se interessou pelo material e solicitou a base de dados. Sem perguntar quem e pra que, enviamos tudo o que tínhamos.

Só então ele nos avisou que iria aplicar alguns métodos acadêmicos pra lá de inovadores e viajou. Quinze dias depois nos apresenta um interessante documento de 11 páginas! explorando os dados de forma sistêmica e integrada à história da cidade.

Isto confirma que a transparência possibilita transformar o conhecimento da cidade.

Conheça este trabalho baixando o arquivo PDF aqui.

O documento tem o título “O Tamoyo” que significa ancião na língua Guarani. Também faz memória ao periódico publicado pelos irmãos Andrada (José Bonifácio, Antônio Carlos e Martim Francisco) à época do Primeiro Reinado tecendo críticas a Monarquia. “Tamoyo” também foi uma aliança de lideranças indígenas entre as que mais resistiram à colonização.

O autor, Will Ka’i Takwara é pesquisador Autônomo, consultor em Economia & Desenvolvimento Urbano, naturalista, de vez em quando, payaso.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *